Canal Ricardo Vale
Entrar  \/ 
x
ou
 Usar o Facebook  Usar o Google
Cadastrar  \/ 
x

ou
 Usar o Facebook  Usar o Google

Últimas Interações

A boa lei é aquela que é coletiva, produz efeitos de harmonia e boa convivência entre os beneficiado...
Parabéns deputado Ricardo Vale, pela coragem. Acredito que esta ação, devolve ao estudante da UnB, a...
Prezado Ricardo,
Li sua proposta sobre tarifa zero no transporte público urbano e se me permite, go...
Também gostaria de saber qual é o impacto geral dessa lei. <+>
Gostaria de saber qual é o impacto geral com a mudança dessa lei. O que o senhor deputado está suger...

Legislativo precisa fiscalizar as ações do governo e garantir dignidade aos pacientes da saúde pública

RICARDO VALE DIZ QUE LEGISLATIVO PRECISA FISCALIZAR AÇÕES DO GOVERNO E GARANTIR DIGNIDADE AOS PACIENTES DA SAÚDE PÚBLICA

Quinta, 04 Junho 2015 09:19

Quatro mortes. 16 pacientes isolados no Hospital de Santa Maria; seis no Hospital Regional de Taguatinga e dois no Hospital do Gama. Todos infectados com uma bactéria multirresistente.


Esta é a ponta mais visível e preocupante do quadro degenerativo da Saúde no Distrito Federal. O deputado Ricardo Vale demonstrou sua indignação frente aos últimos acontecimentos e afirma que o Legislativo precisa, com urgência, desempenhar seu papel de fiscalizador das ações do Poder Executivo.


Ele propõe a criação de uma Frente Parlamentar para acompanhar as ações do GDF voltadas à Saúde ou criação de uma Comissão temporária mista, agregando funções da Comissão de Direitos Humanos e de Educação e Saúde.


“O Estado não pode mais agir livremente na Saúde, sem uma fiscalização competente da Câmara Legislativa”, argumenta o parlamentar. Um dos questionamentos é referente ao Fundo de Saúde. “Por que o Governo do Distrito Federal está utilizando apenas 50% dos recursos nas unidades de Saúde, enquanto a outra metade está aplicada em operações financeiras, como CDB?”, pergunta Vale.


Outras questões levantadas pelo deputado petista dizem respeito às condições de trabalho nas unidades de Saúde. “Como a Saúde do DF chegou a esse diagnóstico de paciente terminal: falta de leitos em unidades hospitalares; vagas de UTIs serem alvo de sentenças judiciais, nem sempre cumpridas; falta de material mínimo para qualquer intervenção médica, mesmo as mais simples; falta de recursos humanos para atender dignamente a população, desde a atenção básica até procedimentos de alta complexidade?”


Não bastasse toda a precariedade de material e recursos humanos, agora o sistema de Saúde do DF enfrenta um novo inimigo. Invisível a olho nu, a superbactéria que já matou quatro pessoas e mantém mais 22 pacientes em isolamento, é o novo desafio que o Governo está sendo obrigado a enfrentar. É uma guerra, e o GDF dá mostras de que não tem sequer um escudo para defender a nossa população.


Para Ricardo Vale, “já passou da hora de a Câmara Legislativa agir com pulso firme e fiscalizar com lupa as atitudes do Governo para garantir dignidade e eficiência a todos que necessitam do sistema público de Saúde”. Ele afirma que a proposta está lançada e conta com a sensibilidade dos seus pares para o enfrentamento dos problemas da Saúde, um dos setores mais caótico do atual Governo e mais necessário à população.

Entre para postar comentários